quarta-feira, 16 de agosto de 2017

OITO MESES DE GOVERNO NOGUEIRA: RETIRADA DE DIREITOS E CONQUISTAS DO SERVIDOR PÚBLICO MUNICIPAL

Um dos primeiros embates entre o governo Nogueira e os Servidores aconteceram na greve geral, no início do ano.
Foto: Arquivo/O Calçadão


Por Sandro Cunha


1 - A demonização do servidor pode ser constatada em 14 medidas das 30 medidas saneadoras, propostas por Nogueira, antes mesmo de assumir o governo: aumentar em 14% a contribuição do servidor ao IPM; diminuição do horário de funcionamento das UBS para enxugar gastos; recadastramento de servidores alegando fraudes (Para o governo,
servidor, além de ganhar bem e ter muitos privilégios é fraudador); suspensão do pagamento dos 28,5%; reajuste ZERO aos servidores; suspensão dos planos de cargos, carreiras e salários; suspensão do pagamento em dinheiro da licença-prêmio e terça parte negociável das férias; fiscalização no processo de aposentadorias para evitar fraudes. (Para o governo, servidor, além de ganhar bem e ter muitos privilégios é fraudador); atualizar férias antes da aposentadoria para não pagar em dinheiro; rever incorporações de gratificações; rever privilégios funcionais da administração direta e indireta; rever processos de afastamento e rever acúmulos de benefícios de previdência.

terça-feira, 15 de agosto de 2017

Incêndio na Rodovia Geovana Aparecida Deliberto

Fogo se alastra na antiga Mário Donegá.
Fotos: Valéria Rodrigues


Aconteceu nesta madrugada (16), entre a Fundação Casa e o depósito das Casas Bahia, um incêndio na Rod. Geovana Aparecida Deliberto, antiga Mário Donegá.

Povo Sem Medo inicia jornada para estimular a população a pensar novo projeto para o País

A Frente Povo Sem Medo lançou ontem dia 14 o portal “Vamos! Sem medo de mudar o Brasil”.

A ideia é criar uma plataforma para agregar democraticamente contribuições da sociedade civil. Nela, as pessoas podem sugerir projetos e discutir propostas organizadas em cinco eixos: democratização dos territórios e meio ambiente; democratização da economia; democratização do poder e da política; um programa negro, feminista e LGBT; democratização da comunicação e da cultura.

“Não esperamos que soluções caiam do céu! Diante da maior crise institucional desde a redemocratização, sem medo, decidimos construir a saída com nossas próprias mãos”, afirma a organização. Além de estimular a mobilização no ambiente virtual, a Frente Povo Sem Medo, que reúne mais de 27 movimentos sociais, coletivos e sindicatos de trabalhadores, pretende realizar eventos em diversas capitais do país para apresentar o projeto e seus resultados.

De novo, a armadilha das "Diretas Já" José Arbex Jr.




 Por José Arbex Jr. Caros Amigos

A falência do governo Temer trouxe à tona a demanda pela convocação de eleições “diretas já”, estabelecendo um vínculo político com o movimento que, em 1984, marcou a transição do regime militar para a suposta democracia no Brasil. Setores importantes da esquerda abraçam a perspectiva, incluindo a Frente Brasil Popular (que reúne os mais importantes partidos da esquerda, centrais sindicais e movimentos sociais, incluindo o PT, a CUT e o MST), o MTST, artistas e intelectuais. “Diretas já” parece ser, portanto, a via encontrada pela esquerda para dar um basta ao governo golpista e criar os meios para impedir a realização das reformas trabalhista e previdenciária que ameaçam golpear profundamente a juventude e os trabalhadores brasileiros.
Será?

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

sábado, 12 de agosto de 2017

Repudiar com veemência a ameaça de Trump em trazer a guerra para a América do Sul!


O ex-chanceler Celso Amorim repudiou com veemência a ameaça do governo dos Estados Unidos de fazer uma intervenção militar na Venezuela.
"A ameaça de uso da força tem que ser repudiada com veemência. Além de violar princípios básicos do Direito Internacional, ameaça trazer uma guerra civil, um novo Vietnã para a América do Sul e a nossa fronteira", declarou o diplomata, que também foi ministro da Defesa.

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Nogueira presta contas do governo a empresários, mas a população...


O número dos moradores de rua tem crescido substancialmente nos últimos 12 meses.
Foto: Filipe Peres


Por Fábio Sardinha

Engraçado um prefeito eleito pela maioria da população de uma cidade se dedicar tanto para prestar contas e aparecer apenas para um grupo desta sociedade. O prefeito Antonio Duarte Nogueira (PSDB/SP) já foi em evento da Coclândia que é a mini cidade da escola particular, inauguração de centro médico de shopping, apoia e participa ativamente de lançamentos de empreendimentos particulares e como se pode ver em recente matéria publicada no site da prefeitura (clique aqui),  ele presta contas do governo a empresários tendo como mediador Maurílio Biagi Filho, conhecido empresário rural de nossa cidade.