quinta-feira, 25 de maio de 2017

Varrer os golpistas do poder, reconstruir a democracia e retomar o pré sal para o Brasil!


O Brasil vive um de seus momentos políticos mais delicados.

Um conluio golpista assaltou o poder a partir da cassação de um mandato legítimo conquistado nas urnas com 54 milhões de votos.

Os interesses estrangeiros passaram a imperar sobre o interesse nacional e a soberania popular.

Colocado no comando da Petrobrás, um tucano sem voto chamado Pedro Parente iniciou um processo de desmonte e entrega do sistema petrolífero nacional.

200 milhões de barris de petróleo em reservas da camada pré sal e todo um sistema de partilha que propunha construir uma cadeia produtiva nacional, com criação de fundos para investir em saúde e educação, estão sendo destruídos.

A nacionalização do pré sal, a reconstrução da indústria naval brasileira e o desenvolvimento tecnológico da Petrobrás fundamentados por Lula e Dilma foram, certamente, um dos motivos do golpe de 2016.

A muito interesse geopolítico no pré sal brasileiro e no potencial de alavancagem econômica que ele traz.

A destruição da política do petróleo e a entrega das reservas do pré sal é um trabalho do PSDB, o tetra-derrotado eleitoral que voltou ao poder com o golpe. Mas também contou com a ajuda suprema da dupla mídia/lava jato que, a despeito de 'combater a corrupção', buscou criminalizar as gestões petistas no setor, colaborando para o golpe e o colapso pela 'gestão' tucana.

Mas a luta popular se desenvolve. O golpismo cambaleia e tenta se reinventar jogando fora um 'presidente' contaminado para colocar um outro que continue o caminho do entreguismo. Tudo pode acontecer.

Leve o tempo que for, vai chegar a hora em que a soberania popular se imporá, a democracia será reconstruída e o pré sal será renacionalizado.

Com Lula, com Ciro e com qualquer outro que assuma o poder através da soberania popular e a frente de um projeto de reconstrução nacional: que se revoguem e se anulem todos os atos administrativos do tucano traidor da pátria!

#ForaTemer     #Diretasja    #Opresalénosso

Ricardo Jimenez

Nenhum comentário:

Postar um comentário