segunda-feira, 1 de maio de 2017

Dia do Trabalhador em luta! O povo brasileiro não é e nunca foi escravo das elites!



Todos nós pertencemos a uma democracia torta, garroteada por um sistema de mídia empresarial, por um sistema político elitista, patrimonialista, hegemonista e defensor de uma agenda estrangeira.


Os interesses dominantes sempre atuaram para sabotar o Brasil e seu povo.

Mesmo assim, as lutas do povo brasileiro sempre estiveram presentes, construindo um sonho de um país livre, soberano, desenvolvido, inclusivo e democrático.

Importantes figuras populares, desde a época em que o povo negro afro-brasileiro era mantido violentamente em cativeiro, ascenderam politicamente a partir das lutas e lideraram etapas históricas de avanço dos interesses nacionais e do povo.

As lutas construíram a classe trabalhadora brasileira e consolidaram a sua agenda.

Mesmo lidando com um poder elitista violento e controlador da informação e dos instrumentos político-econômicos, elegemos um Vargas, um Jango, um Brizola, uma Erundina, um Lula, uma Dilma.

Esboçamos projetos nacionais de desenvolvimento com legitimidade popular.

Conquistamos a abolição, construímos o Estado nacional, consolidamos direitos de toda a sorte e organizamos a luta por mais direitos, desenvolvemos um parque industrial e tecnológico, apontamos para a possibilidade de crescermos com inclusão social. 

Todas essas obras foram realizadas por líderes populares a partir das lutas legítimas.

Temos legado! 

Hoje, o que impede a direita entreguista e golpista de nadar de braçada sobre nossos direitos e sobre os interesses nacionais é exatamente esse legado popular que foi possível se estabelecer ao longo do tempo mesmo contra os interesses golpistas, entreguistas e midiáticos. 

O povo brasileiro não é e nunca foi escravo das elites, é apenas um povo buscando construir a sua história a partir de suas próprias lutas.

Seguiremos.

Tenhamos um 1o de Maio de lutas, com a consciência de que a unidade do trabalhador em luta seguirá construindo as bases do Brasil desenvolvido, inclusivo e democrático que queremos.

Blog O Calçadão

Nenhum comentário:

Postar um comentário