domingo, 26 de março de 2017

Enquanto o MBL vai pra rua enganar mais alguns desavisados, a classe trabalhadora constrói a greve geral contra o governo Temer!

Enquanto o MBL e grupos afins, defensores do desgoverno Temer/PSDB, saem às ruas hoje tentando enganar mais alguns por mais algum tempo, a classe trabalhadora prepara a greve geral contra o retrocesso em direitos, contra as reformas trabalhistas, previdenciária, a entrega do pré sal, o corte nos orçamentos e pelo fora, Temer!

O Brasil vai aos poucos acordando de um pesadelo que tomou conta do país nos últimos 3 anos, um pesadelo que levou a um impeachment sem provas conduzido por Eduardo Cunha com apoio de seu aliado Michel Temer, do candidato derrotado em 2014 Aécio Neves e da mídia nacional, que travestiu tudo isso com um falso manto do 'combate à corrupção'.

O que vem ocorrendo de fato é um processo acelerado de destruição de direitos sociais historicamente consagrados na Constituição de 1988 e uma reimplantação brutal de uma política neoliberal enterrada democraticamente em 2002 e que só causa desemprego, pobreza e destruição da soberania por onde é aplicada.

Mesmo diante do poder da mídia hegemônica, que defende diariamente as políticas adotadas pelo desgoverno Temer/PSDB, a classe trabalhadora vai despertando e a agenda de luta que, até o momento, era parte apenas dos movimentos organizados, começa a tomar conta da população.

A greve geral vai sendo construída!

Em um país com um nível de desigualdade gigantesco, com necessidades estruturais fundamentais e com um sistema tributário onde os mais ricos pagam menos impostos, em proporção, do que os mais pobres, é preciso gritar todos os dias: Nenhum direito a menos!

Ricardo Jimenez

Um comentário:

  1. O MBL tem como principal patrocinador a TV Globo e é formado principalmente por familiares dos militantes do PSDB que se vestem de verde e amarelo num falso patriotismo cujo foco principal é denegrir Lula.

    ResponderExcluir