terça-feira, 31 de janeiro de 2017

O abandono e as demandas dos bairros do entorno do aeroporto! Por Marcos Sérgio

Fotos: Filipe Peres

Há mais de vinte anos os bairros do entorno do aeroporto Leite Lopes vivem entre as ilusões e a realidade.


O longínquo Plano Diretor de 1995, debatido intensamente no COMUR e com a sociedade, deu esperanças para a região ao propor a construção de um aeroporto internacional para fora dos limites urbanos da cidade, dando ao atual Leite Lopes um destino que ajudasse a melhorar as condições de vida do entorno, trazendo escolas técnicas para a região, por exemplo, e regularizando toda a área trazendo investimentos e empregos.

Mas em 1999, o sonho virou pesadelo com a esdrúxula ideia do Prefeito da época de 'internacionalizar' o Leite Lopes. A promessa de sonhos do 'Papai Noel' Leite Lopes virou um pesadelo que já dura quase 20 anos.

A insegurança jurídica do entorno, neste verdadeiro lenga lenga que só serve ao oportunismo eleitoral, espantou os investimentos e criou na região os maiores vazios urbanos da cidade.

Como consequência, os empregos não vieram, a pobreza se concentrou e a região é o exemplo maior do grave problema de moradia de Ribeirão Preto, por falta de investimento do poder público nos três níveis. O entorno é detentor da maior concentração de ocupações urbanas da cidade, que vivem a falta de apoio público, ameaças constantes de remoções forçadas e reintegrações de posse e problemas graves de falta de saúde e educação.

Nesta semana estivemos junto do blog O Calçadão visitando a região. Fomos nas comunidades Nazaré Paulista e da Mata e constatamos as dificuldades de quem mora ali.



As lideranças comunitárias dessas áreas repetem sempre a mesma coisa: só querem conquistar a oportunidade de terem uma moradia, de regularizar sua situação e poder ter um endereço que facilite a vida, principalmente para acessar os serviços públicos.

A apreensão é nítida em todos ali com a ameaça das remoções. São 33 reintegrações prontas para serem executadas em Ribeirão Preto e no entorno do aeroporto estão as situações mais graves.

Caminhamos também pelos bairros e os moradores estão repletos de demandas: falta de transporte coletivo nos horários de pico, insegurança, falta de médicos nos postos de saúde, a BAC do JD Aeroporto abandonada e buracos no asfalto.



Há algumas demandas específicas da região, como o pedido para o desconto do IPTU para quem mora dentro do limite de ruído do aeroporto, a rejeição à transformação da área em industrial (uma intenção que vem do governo Dárcy Vera), que vai prejudicar os proprietários de imóveis, e a revitalização do parque de exposições, que deveria, segundo os moradores, ser transformado num centro comunitário ou numa área de lazer e esporte para a população.





A população dos bairros do entorno só deseja que a região progrida, que o poder público esteja presente e que o desenvolvimento gere empregos no local.

Em breve o blog vai trazer reportagens com as principais lideranças comunitárias da região e com as instituições que dão apoio às populações locais que lutam por moradia e melhores condições de vida.

O blog está aberto para as associações de moradores que queiram denunciar ou informar a situação do seu bairro, basta deixar o contato na nossa página do facebook: https://www.facebook.com/ocalcadaoblog/

Um comentário:

  1. O que tbm piora muito a nossa situação aqui no entorno são os SLLQC - SLLQC É o grupo de pessoas e de entidades que, há mais de 15 anos, insistem em não deixar construir um aeroporto novo para Ribeirão Preto porque demoraria 10 anos para se construído e que, por isso, entendem que Só o Leite Lopes a Qualquer Custo lhes serve.

    ResponderExcluir