segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

A chacina em Campinas e o fantasma inquieto chamado amanhã.. Por Roberta Poltronieri



Estive lendo a carta deixada pelo homicida, e fiquei estarrecida e preocupada ao mesmo tempo. O ex marido de uma das vitimas não aceita a separação, e a conviver com o filho na condição de pais separados e mistura tudo, o país, o feminismo, os direitos humanos, na justificativa dele. (ponto) A partir disso, mata a família da ex mulher para livrar as pessoas do pensamento que ele faz dos fatos. (Tragédia, culto ao ódio, aversão ao diferente, preconceituoso, terrorismo por matar como única solução).

Há palavras sim para explicar algumas suposições, não estávamos lá, mas lendo a carta que este individuo deixou, conseguimos um pouco refletir nas entrelinhas sobre algumas frases que ele escreveu; Uma das coisas é há tudo que ocorreu com ele atribuir culpados, é culpa disso, disso, daquilo..nunca dele.
Ele compreendeu que o feminismo estraga famílias..não não é isso!! e nunca será a principal luta do feminismo, são as mulheres que historicamente e tem dados mostrando isso, morrem todos os dias por violência domestica, ganham menos que os homens, e precisam ter sua liberdade e escolhas respeitada e não assediada, procede?
Os direitos humanos é uma conquista que o Brasil conseguiu depois da 2 guerra mundial e assinou um protocolo com a ONU, para essa garantia, de ver todo ser humano como "humano", se esta tendo seus direitos vetados, ele tem a quem recorrer, e infelizmente quem mais sofre por torturas de direitos é a população mais pobre, que se encontram em situações alarmantes na questão da moradia, emprego, renda, gênero, crianças em situações de conflito. não como terem suporte para suas situações, e direitos humanos, Essa culpabilização dos.D.H ´são coisas criadas pela mídia e pelas pessoas que nunca precisarão deles, para em contra-partida dizer que todo pobre é bandido, e que Direitos humanos é pra isso. Não caiam nessa, nunca! D.H é uma conquista para auxiliar as pessoas na luta contra a violência ao ser humano, em seus direitos e independência e indivisibilidade. " A essência dos Direitos Humanos é o direito a ter direitos" ( Hannah Arendt).
machista sim!!! por chamar mulher de vadia, mulher merece respeito e ser tratada e respeitada suas decisões assim como todas as pessoas.
Ultimo item, é perceber que as ideias de Bolsonaros da vida estão fluindo em várias partes do país, inclusive na vida virtual... as frases de Bolsonaro sobre desarmamento, pena de morte, aborto aversão aos diferentes, ultra-conservadorismo, valores patriarcais, atento as escolhas e liberdade individual de cada um, faz as pessoas acharem que todos somos uma tábula rasa de preencher, e quem não esta naquela "forminha", vamos odiá-lo..cuidado pessoal, cuidado com essas ideias, e não aceitem nunca ouvir isso do colega ao lado, porque estas ideias matam, e fluidas neste universo, podem causar sérias consequências. Por fim não se esqueçam que as ideologias como estas estão nesse mundo para legitimar, e não para refletir sobre os fatos.
Pelas palavras de Eagleton podemos buscar uma reflexão:
" O pensamento pós moderno de fim da história não antevê um futuro para nós, muito diferente do presente, perspectiva que ele curiosamente vê como motivo de comemoração. Mas há de fato a possibilidade de um futuro destes entre vários, e ele se chama fascismo. O maior teste do pós modernismo, ou no caso qualquer outra doutrina política, é como ele poderia chegar a isso. O conjunto de sua obra acerca do racismo, etnicidade, da paranoia de pensar a identidade, dos perigos da totalidade e do medo da diferença". (Eagleton 1998)
Referências
ARENDT, H. Acondição humana.
EAGLETON.T. As ilusões do pós modernismo.

Roberta Poltronieri é professora e feminista.

Nenhum comentário:

Postar um comentário