sábado, 31 de dezembro de 2016

O ajuste fiscal de Nogueira - Ribeirão Preto: da 'ponte' para o futuro ao 'corredor' polonês?



O PSDB vai iniciar seu terceiro mandato à frente da Prefeitura de Ribeirão Preto e seu novo Prefeito, Duarte Nogueira, anuncia de antemão seu ajuste fiscal, ou como ele mesmo chamou, "saneamento financeiro".

Assim como as anteriores administrações de Jábali e Gasparini, Nogueira faz o ajuste fiscal em cima dos servidores e colocando o patrimônio público na mira das alienações, ou seja, da venda rápida para fazer caixa.

Duarte Nogueira anunciou ontem: alienação do patrimônio, congelamento de salários dos servidores, suspensão dos planos de carreira, aumento da contribuição previdenciária, estudo para aumento do IPTU, corte de gastos primários, incluindo a saúde, dentre outras coisas.

Não poderia ser diferente.

sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

O golpe colocou o Brasil à beira de um colapso! Só há uma saída: o voto!



Passados os anos de 2015 e 2016 e o Brasil encontra-se numa das piores crises de sua história com toda a conta sendo cobrada dos trabalhadores e do setor produtivo nacional.

Uma depressão se impõe sobre o país, o desemprego pode atingir 20% em 2017 (com novos 1 milhão de desempregados) com um aumento colossal da informalidade crescendo sobre a dizimação do emprego com carteira assinada.

O endividamento empresarial dispara juntamente com a inadimplência das pessoas físicas.

Um congelamento de investimentos em setores estratégicos como saúde e educação foi imposto por 20 anos ao país.

A aposentadoria integral, os benefícios sociais aos idosos, as políticas de proteção social e distribuição de renda, garantias da Constituição de 1988, estão sendo cortadas.

As garantias trabalhistas vão sendo dizimadas junto com a CLT.

O setor de engenharia nacional está demolido na esteira de uma operação 'anti-corrupção' que quebrou as empresas e demitiu trabalhadores para punir empresários que se relacionaram com o PT e com o projeto de 13 anos implantado a partir das vitórias eleitorais de 2002, 2006, 2010 e 2014.

As reservas da camada pré sal, de 200 bilhões de barris, cuja exploração a Petrobrás tem expertise e que bate recordes de produção atrás de recordes de produção, estão sendo entregues a preços vis para multinacionais estrangeiras, algumas delas estatais de países ricos como a Noruega e a França.

Uma crise política se instaurou no país, onde um Presidente sem voto contabiliza 80% de rejeição popular mas comemora 88% de fidelidade dos congressistas, num Congresso dominado por políticos investigados por corrupção e eleitos com o poder da grana empresarial.

O principal partido derrotado nas últimas 4 eleições, o PSDB, hoje é quem dá as cartas no governo Temer, controlando a economia, a Petrobrás e a política internacional.

Cinicamente, além de pedir em rede nacional que o brasileiro tenha "pensamento positivo", o Presidente decorativo, repetindo um mantra da mídia aliada, joga a culpa nas costas do governo derrubado, da Presidente Dilma Roussef.

Houve erros, sim, no antigo governo. Mas o golpismo omite em suas análises que esses erros foram um misto de erros de avaliação do governo Dilma com imposições do 'mercado' sobre um governo enfraquecido a partir de 2013 e grande dose de sabotagem congressual a partir de 2015, sob o comando de Eduardo Cunha que operava em prol do golpe do impeachment.

Quando o Brasil precisou, a partir de 2014, de um pacto nacional para preservar os avanços conquistados na última década e meia, o golpe foi desferido, tanto na democracia, com a cassação de um mandato presidencial legítimo, quanto no povo brasileiro.

Os motivos do golpe são claros: evitar um novo ciclo do PT no poder, iniciado com a vitória de Dilma em 2014, quando as elites davam como certa a eleição
de Aécio, e retomar à força a agenda neoliberal no país.

Pautas 'bombas' foram votadas pelo congresso de Cunha agravando uma situação fiscal já combalida desde 2013. Não se pode esquecer que, para preservar o emprego, Dilma concedeu em 2013, ano em que os reflexos da crise internacional afetaram mais o Brasil, mais de 100 bilhões em renúncia fiscal ao setor empresarial. Outros 100 bi vieram em 2014.

Saídas importantes como a CPMF ou o aumento dos impostos sobre os mais ricos, como a extinção do paraíso fiscal que opera no Brasil desde 1995, isentando de imposto de renda os lucros e dividendos empresariais, foram sumariamente desconsideradas.

Descontentes com a política de superávit primário zero de Dilma, os 'agentes do mercado' impuseram um 'ajuste fiscal' regressivo, atingindo a produção e os trabalhadores e preservando os rentistas, já no segundo mandato de Dilma, com Joaquim Levy, e continuando com Meirelles no período golpista.

As dívidas e os juros são assuntos proibidos na agenda nacional, mas sugam 45% de tudo que aqui se produz por ano. Um país inteiro é colocado de joelhos diante de agências de 'risco' que operam para o capital financeiro, controlado por cerca de 600 magnatas e que ditam as normas internas de países e os preços dos produtos mundo afora.

Essa é a realidade atual do Brasil.

Governado sem voto por traidores (PMDB) e perdedores (PSDB e penduricalhos, como DEM e PPS). Um governo golpista que ataca os direitos do povo para proteger seus próprios interesses e os interesses do capital internacional.

E a mídia, aquela que, em tese, deveria atuar em defesa da democracia ao levar informação confiável ao povo? Atua como um dos braços do golpe, uma parte ao lado de Temer e sua turma outra parte ao lado do PSDB e sua turma, aliados buscando espaços. Em troca? Ora, mais de 900% de aumento de verbas publicitárias não está de bom tamanho para uma mídia em crise?

No Brasil a mídia defende 'Estado mínimo' e 'competição capitalista', mas não sobrevive sem verbas estatais.

Só há uma saída para minimamente devolver um fiapo de equilíbrio ao país, o voto.

Mas não sejamos ingênuos. O voto simplesmente não resolve os problemas, só devolve um pouco da credibilidade democrática perdida. O Brasil precisa de um novo pacto nacional de desenvolvimento e uma nova garantia legal de soberania e proteção social, que só virá numa nova Constituição.

Blog O Calçadão

sábado, 24 de dezembro de 2016

Fala, Presidenta: "O povo não autorizou, no voto, fim da aposentadoria e entrega do petróleo!

Dilma esteve em Buenos Aires essa semana para receber um título de Doutora Honoris Causa.

A legítima Presidenta eleita do Brasil, deposta por um golpe ordenado por um conluio entre corruptos, lacaios dos interesses estrangeiros, os derrotados tucanos e a mídia nacional, afirmou de lá que "o povo brasileiro jamais autorizou, em uma eleição, pelo voto, a aposentadoria após 49 anos de trabalho e a entrega das reservas do pré sal, de maneira alguma".

"Só a eleição direta pode enxaguar a democracia brasileira e o grande Presidente para o Brasil é Lula", completou.

Dilma Roussef tem dado mais uma vez um exemplo de altivez e dignidade ao manter a cabeça erguida e ir ao encontro do povo brasileiro, que a elegeu duas vezes, com um sorriso no rosto e um discurso direto.

Blog O Calçadão

sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

"A Lava Jato é do PSDB e Eduardo Cunha está sendo salvo"- Samuel Pinheiro Guimarães

Do site Esquerda Diário

"O Eduardo Cunha está sendo salvo!"
O Esquerda Diário esteve em Brasília com o embaixador Samuel Pinheiro Guimarães. O diplomata, com longa trajetória no Itamaraty, foi vice-chanceler no governo Lula e ministro da pasta de Assuntos Estratégicos durante o mesmo governo. Conversamos com ele sobre diversos assuntos, sobre a Lava Jato, sobre a conjuntura atual e a crise no governo Temer, sobre o balanço de mais de uma década dos governos ditos pós-neoliberais e sobre os impactos que a eleição de Trump pode ter em nosso país.

quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

Mudanças no Benefício de Prestação Continuada é decreto de morte para idosos e idosas!




O governo Temer quer a aprovação da Proposta de Emenda à Constituição, que reforma a Previdência Social, ainda no primeiro semestre de 2017. A pressa é tanta que parlamentares governistas iniciaram, nas últimas semanas, articulação no Congresso para convocar a base aliada em janeiro para discussão da matéria, ou seja, antes do término do recesso parlamentar que vai de 23 de dezembro a 1º de fevereiro.

Mendoncinha no MEC e preposto de ACMzinho no FNDE. A Educação em boas mãos!


Lula, maior líder político pós Vargas, dispara nas pesquisas, enfurecendo o golpismo e parte da esquerda!


A última pesquisa Vox Populi divulgada pela CUT é uma bomba!

43% Lula é o melhor Presidente da História.

quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

A PEC da Morte é o pai de família matando o filho de fome para pagar o cartão de crédito!

A mídia, que armou e sustenta o golpe hora em marcha no Brasil, adora manipular a informação e a verdade para enganar os incautos.

Para tentar justificar a PEC do Teto de Gastos, legitimamente chamada de PEC da Morte, a mídia adora usar a parábola do pai de família.

Afonso Florence: Temer/PSDB derrotados na imposição da PEC da Morte a Estados e Municípios!


A estrutura golpista montada após o impeachment sem provas tem como um dos objetivos, além de enterrar a Lava Jato, aplicar duramente a agenda neoliberal no Brasil.

O ataque mais brutal às estruturas do Estado nacional veio com a PEC da Morte, congelando os investimentos públicos, incluindo saúde e educação, por 20 anos (mais do que uma geração inteira), tudo para tornar o Brasil um simples pagador de juros ao capital financeiro.

Mas eis que nem mesmo o golpismo mostra-se capaz de impor a um Congresso totalmente comprado pelos interesses empresariais o engessamento brutal dos Estados (e também dos municípios). A derrota do governo ontem na proposta de renegociação das dívidas dos Estados mostra isso.

As pessoas moram nas cidades e a saúde e a educação públicas estão mais integradas aos Estados, portanto, os gestores públicos sabem o tamanho da tragédia em ter por 20 anos congelada a possibilidade de expansão dos orçamentos. A população já começa a gritar nos ouvidos de governadores e prefeitos.

É preciso politizar cada vez mais esse debate, resgatar na mente e nos corações das pessoas a importância do Estado como indutor do desenvolvimento e promotor de políticas públicas que deem melhores condições de vida ao povo e busquem diminuir a brutal desigualdade social.

Essa é a base de um projeto nacional de desenvolvimento que precisa ser retomado com urgência!

Por Afonso Forence, no Brasil 247

Por Eduardo Maretti, da RBA - A Câmara dos Deputados aprovou na tarde de hoje (20), por 296 votos a favor, 12 contra e três abstenções, o Projeto de Lei Complementar (PLP) 257/2016, mais conhecido como o projeto de renegociação das dívidas dos estados com a União. Para o líder do PT na Câmara, Afonso Florence (PT-BA), "o governo sofreu uma grande derrota".
Isso porque o texto do Senado, aprovado no dia 14, que foi hoje reavaliado pelos deputados, concedia moratória aos estados quebrados, mas estabelecia condicionantes pesadas, como privatização e demissão de servidores, não pagamento de reajuste e não progressão de carreira. Essas condicionantes foram acrescidas por determinação do Ministério da Fazenda.
O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), deu o tom de descontentamento com as medidas propostas pelo governo. "Não precisamos dizer amém ao Ministério da Fazenda", disse Maia. Segundo ele, os deputados têm de "votar o texto que é melhor para o Brasil".
"Com o texto aprovado, foi mantida a moratória para Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Minas Gerais. Eles terão direito à moratória sem condicionantes, se assim quiserem", diz Afonso Florence. Os deputados aprovaram a criação de um regime especial para os três estados, que poderão ter as obrigações com a União suspensas por três anos após aprovarem um plano de recuperação por lei estadual.
A exigência de programas de desestatização, que os estados deveriam fazer para obter renegociações das dívidas, um dos pontos considerados mais graves, caiu na votação da Câmara. Sobre as afirmações de deputados da base do presidente Temer, de que o texto aprovado foi o "possível", Florence diz que "para eles e para o Espiridião é o possível, mas para nós é o ótimo. O governo queria o texto do Senado".
Florence explica que "a política proposta era de arrocho, desmonte da capacidade dos entes subnacionais de prestar assistência a quem mais precisa. Era o projeto do golpe, como a PEC 241 e a reforma da Previdência". Para o líder, a aprovação do texto com a rejeição dos itens "neoliberais" de arrocho é sintomática. "Cresce a resistência do plenário da Câmara a medidas impopulares. Vamos trabalhar para evitar a reforma da Previdência."
O PLP 257 foi apresentado originalmente ainda pelo governo Dilma Rousseff, mas após o impeachment o texto foi se transformando até incorporar vários dispositivos com os princípios neoliberais de privatização, arrocho, demissão de servidores, desmonte do aparelho e das máquinas dos estados. A oposição a Temer retirou esses princípios do texto na primeira votação na Câmara, mas o Senado recriou um novo regime de recuperação ainda pior para os estados, o que foi derrubado hoje na Câmara.
O projeto segue agora para a sanção de Temer. O texto prevê que os estados poderão adiar o pagamento de débitos por mais 20 anos, com descontos nas parcelas até julho de 2018 e novos indexadores. Mantém ainda o limite para o aumento dos gastos públicos, vinculados à inflação.

Aplausos de pé a Talles de Oliveira pois esse mundo precisa de menos hipocrisia e mais coragem!


Talles de Oliveira Faria, formando do curso de engenharia do reputado ITA, Instituto de Tecnologia Aeronáutica, de São José dos Campos (SP), fez um protesto durante a solenidade de colação de grau do sábado, dia 17.
Homossexual, ele recebeu o diploma trajando um vestido com palavras de protesto. Talles diz ter sido vítima de homofobia na instituição. Abaixo, seu depoimento publicado no Facebook:

Desde os 12 anos, eu sempre ouvi coisas maravilhosas sobre o ITA. Sobre ser a melhor universidade do país, a possibilidade de receber dinheiro durante a graduação, a quantidade de oportunidades que se abriam ao fazer essa faculdade. O ITA era meu grande sonho. Mal sabia que seria a maior decepção de minha vida.

terça-feira, 20 de dezembro de 2016

Governo de Fernando Pimentel em Minas busca proteger os servidores mesmo diante da crise!

A vitória de Fernando Pimentel em Minas em 2014 foi uma das derrotas mais doídas para aquele que é, de fato, o maior responsável pelo caos que o Brasil está hoje após o golpe do impeachment, Aécio Neves.

O governo de Minas sob a direção do PT é uma das maiores vitrines para 2018.

Não à toa que Pimentel e seu governo são atacados insistentemente desde 2015.

Requião dispara: "100 bilhões para as telefônicas e 49 anos para o trabalhador. Temeridade!"


"Por menos do que isso governos caíram parlamentos foram dissolvidos!".

O desgoverno Temer/PSDB pretende dar um presente bilionário às empresas telefônicas.

Governo ilegítimo e Congresso golpista e 'propineiro' pretendem doar 100 bilhões às teles, com perdão de dívidas e transferência de patrimônio do contribuinte.

As teles usaram o patrimônio público de graça desde os anos 90 e deveriam devolver em 2025, mas o presente de natal de Temer/PSDB pretende doar o patrimônio em definitivo para elas, cerca de 40 bilhões em patrimônio (em estimativas pessimistas).

O presentinho de Temer é maior que o déficit alegado da Previdência, argumento usado por este desgoverno golpista para propor uma reforma da Previdência que acaba com a aposentadoria integral (a não ser que o trabalhador consiga contribuir por 49 anos!) e congela os benefícios de prestação continuada, que atendem aos idosos e idosas sem outra fonte de renda.

"100 bilhões para as telefônicas e 49 anos anos para o trabalhador se aposentar?", questiona Requião.

Desgoverno Temer/PSDB: desemprego dos jovens vai a 27%

Segundo o IPEA, órgão do Governo Federal, o desemprego de jovens entre 14 anos e 24 é de 27,7%.

Quando retomarmos a democracia, 'Gilmares' não terão mais lugar no STF!


O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), atacou duramente dois colegas de Corte nos últimos dias, por discordar de liminares deles. Primeiro sugeriu o impeachment de Marco Aurélio Mello, depois disse que Luiz Fux praticou um “AI-5 do Judiciário”. Se os atingidos quiserem dar o troco, acabam de ganhar uma oportunidade.

domingo, 18 de dezembro de 2016

Confraternização no Acampamento Paulo Botelho e homenagem ao Blog O Calç...

Blog Calçadão: Parabéns a todos companheiros pelo lindo trabalho durante 2 anos na construção da verdadeira história do povo.

Neste domingo, o MST realizou uma confraternização de fim de ano, fruto do curso de confeitaria realizado no próprio acampamento. No evento, crianças foram presenteadas com um brinquedo e uma roupa. Além disso, devido ao ano de lutas conjuntas e parceiras, o blogue O Calçadão foi presenteado com uma placa de agradecimento pelo Movimento.

Fala, Presidenta: "Temer é um traidor" - Entrevista à Al Jazeera


A carta de José Dirceu e os próximos 20 anos!

Odiado pelas elites, criticado dentro e fora de seu partido e respeitado e reverenciado por muitos.

José Dirceu é um lutador, um resistente, desde os tempos da ditadura implantada com o golpe de 1964.

José Dirceu é o grande inimigo das elites por ter sido, na democracia pós-64, o cérebro por trás da construção de um projeto que chegou ao poder em 2002 e que mudou a vida de milhões de pessoas.

sábado, 17 de dezembro de 2016

Desgoverno Temer/PSDB flexiona a jornada de trabalho por MP. Fim da CLT!

Após uma proposta de reforma da Previdência que, na prática, extingue a aposentadoria integral no Brasil, o desgoverno Temer/PSDB, instituído pelo golpe do impeachment sem provas, ataca a CLT.

Por medida provisória, o desgoverno acaba com a jornada de trabalho, um dos pilares de proteção do trabalhador regido pela CLT.

Todos sabemos o quanto a CLT é odiada pela plutocracia que financiou o golpe. Para eles, basta um prato de comida e um pano para dormir e está de bom tamanho para o trabalhador.

Há 70 anos Getúlio Vargas instituiu no Brasil um avanço que já vinha sendo adotado no mundo desde 1919, com a criação da Organização Internacional do Trabalho (OIT), a CLT e inoculou no sangue da elite o ódio ao trabalhador protegido.

Assim age o desgoverno golpista de Temer/PSDB, ataca o SUS, a educação pública, a Previdência, a CLT em nome de uma abstração chamada 'Estado mínimo', enquanto garantem aos plutocratas, os ricos, a continuidade da sonegação e dos dos juros que sustentam o rentismo.

Por que Moro anulou as perguntas do Cunha sobre Yunes e Henriques?

O time político da Lava Jato é claro e notório a qualquer um que tenha que analise com imparcialidade sua atuação.

No período de avanço do golpe do impeachment, a Lava Jato atuou pari passu com o relógio político dos golpistas do Congresso. E se mantém na mesma toada agora que o desgoverno Temer/PSDB passa por solavancos dramáticos.

A Lava Jato é parceira da mídia e a mídia é a comandante do golpe. Simples.

Por que Moro anulou as perguntas do Cunha sobre Yunes e Henriques?

sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

Campanha CALAR JAMAIS

De paraexpressaraliberdade.org.br e FNDC (Fórum Nacional de Democratização da Comunicação)

Objetivo da campanha é dar ampla divulgação aos casos de violação à liberdade de expressão e encaminhar as denúncias às autoridades competentes




215 DIA DE GOLPE

CONSULTE COMO FORAM OS 215 DIAS DE TEMER

http://plataforma.cc/215temer/
clique nele


quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

Em tempo de golpismo, já temos o candidato a ditador?

Nos tempos de golpismo, onde as instituições deixam de cumprir seu papel constitucional para 'fazer política', as saídas constitucionais se tornam instrumento de perpetuação do golpe.

quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

Em assembleia tumultuada, servidores de Ribeirão Preto decidem não parar...


                                                                                                          Foto: Filipe Peres

Em assembleia tumultuada, servidores do Sindicato dos Servidores Municipais de Ribeirão Preto, Guatapará e Pradópolis decidiram, em votação polêmica, por 85 x 83 votos não iniciar a greve.

Ao invés disso, o sindicato aceitou a proposta do governo e esperará até o dia 20 de dezembro pelo pagamento do décimo terceiro a todos os trabalhadores.

Ato em repúdio à aprovação da PEC 55 é só o começo.

Alice Portugal-PCdoB: "Reforma do Ensino Médio do governo golpista: autoritária, atrasada, tecnicista, privatizante!"

Representante de uma Igreja presente na periferia, na vida dos mais pobres. Um defensor dos direitos humanos!

Um trabalho pastoral voltado principalmente aos habitantes da periferia, aos trabalhadores, à formação de comunidades eclesiais de base nos bairros e à defesa e promoção dos direitos humanos; ele também teve atuação marcante na luta contra a ditadura militar no Brasil.

Se vai um digno representante da doutrina social da Igreja Católica, aquela que faz falta nos dias de hoje, substituída por um neopentecostalismo importado dos EUA e que, muitas vezes, manipula e aliena as pessoas.

Morre um franciscano amigo do povo brasileiro.

Ricardo Jimenez

O Juramento dos Horácios


Por Álvaro Maia
Do blog Democracia Direta
http://www.democracia-direta.blogspot.com.br



Não se apavorem. Nada mudou. São apenas os bancos, sempre os bancos.

Hoje o Senado brasileiro aprovou a famosa PEC 55, que congela os gastos públicos pelos próximos 20 anos. É claro que foi aprovada como sendo remédio imprescindível para conduzir o país a uma gestão mais responsável. Não se pode gastar mais do que se ganha. A ideia é válida e um ajuste fiscal era realmente necessário (talvez, não este).

Gilmar quer anular a delação contra Temer, por vazamento, mas usou os vazamentos contra Lula para impedi-lo de assumir a Casa Civil!

Agora que a delação da Odebrecht ameaça a estrutura do desgoverno Temer, construído a partir do golpe do impeachment, Gilmar Mendes quer anular as delações alegando que os vazamentos são ilegais.

Caramba!

Lembremos que há alguns meses atrás o senhor Sérgio Moro, com o intuito de interferir dramaticamente no governo Dilma, vazou para o Jornal Nacional grampos telefônicos que continham falas da Presidente da República!

O vazamento se deu no mesmo dia em que Dilma nomeava Lula para a Casa Civil e com a clara intenção de provocar tumulto no país.

Analisados com calma, nada havia demais naqueles áudios, mas no dia serviu para causar um alvoroço e fazer pipocar pelo país ações de juízes coxinhas soltando decisões que impediam a posse de Lula.

Uma delas foi parar nas mãos de quem?

De Gilmar Mendes!

E Gilmar Mendes não titubeou e nem fez alusões a uma provável ilegalidade nos vazamentos, impediu Lula de assumir e pronto.

Com isso, inviabilizou a última cartada de Dilma de tentar dar um equilíbrio a seu governo e rearranjar uma base de apoio, turbinando o golpe do impeachment.

Na verdade, Gilmar age em defesa do PSDB, pois nas delações da Odebrecht pode vir chumbo grosso para a tucanada.

Música de qualidade - um CD para cada criança da educação pública infantil em Ribeirão - PARTICIPEM

Clic na foto e contribua com a campanha!

 UM CD PARA CADA CRIANÇA
 Ana Favaretto e Márcio Coelho
Doe R$ 10,00 e proporcione música de qualidade a uma criança de educação infantil da rede pública de ensino de Ribeirão Preto.
Acreditamos que todas as crianças do mundo tenham direito à arte, em especial à música.
Embora o Brasil seja uma país extremamente musical e a produção de canção de qualidade para crianças esteja em plena efervescência, o meios por onde ela poderia ser escoada têm se mostrado impermeáveis.
Desse modo, pensamos que, por meio de um financiamento coletivo, a um preço muito baixo, poderíamos viabilizar a fruição de canções que respeitem a capacidade intelectual infantil para todas as crianças de Ribeirão Preto, e começaremos pelas crianças de zero a cinco anos da rede pública municipal de ensino. Ao final dessa campanha, todas estas crianças receberão um CD 10 canções dessa dupla que já tocou em quase todo o Brasil, além de Argêntina, México, Colômbia, Chile, Uruguai e Peru. Além disso, tem mais 400.000 livros, entre didáticos e paradidáticos vendidos e conta com, aproximadamente, quinze milhões de acessos em seu canal no YouTube.
Nossa recompensa será especial: a cada CD financiado o colaborador receberá um gratuitamente, isto é, se ele financiar dez CDs, receberá dez para doar a quem quiser (isso somente para um mínimo de dez CDs).
Márcio Coelho e Ana Favaretto são autores das Coleções Batuque Batuta (Ed. Saraiva); Desvendando (Ed. Atual) - o livro Desvendando a Bateria da Escola de Samba desta coleção foi finalista do Prêmio Jabuti e selecionado para as feiras do livro de Frankfurt e Bolonha -; e têm oito CDs gravados, sendo cinco dedicados ao píblico infantil.
Márcio Coelho é licenciado em música; mestre e doutor em Semiótica da Canção pela USP-SP e docente no curso de música na Universidade Federal de São Carlos.
Ana Favaretto é cantora, pedagoga e artista plástica.
Ambos são membros do Comitê Permanente da Canção Infantil Latino-americana e Caribenha e fundadores do Movimento Brasileiro da Canção Infantil.

terça-feira, 13 de dezembro de 2016

Aprovação da PEC 55 vai ter consequências - o povo vai perceber já, já


Dia 13 de dezembro de 2016 será um marco na história do Brasil. Alguns estarão do lado da PEC 55 que congela os investimentos públicos por 20 anos, estes não se manifestaram neste dia, ficaram com vergonha em seus gabinetes, em suas varandas gourmet...  Outros não sabem o que está acontecendo. Estes são a maioria, os que são adestrados pelos grandes meios de comunicação. Mas tem uma turma de garra e coragem que não se incomoda com a quantidade e nem se o time vai ganhar, o que importa é o lado que está.

Para protestar contra esta corja de canalhas golpistas é necessário um pouco de conhecimento histórico e muita coragem. Coragem para questionar o senso comum implantado por uma mídia ofensiva, cruel, com uma clara intenção de desinformação, por uma justiça aliciada ao poder econômico e uma classe política composta por uma maioria estúpida e cretina.

Hoje, em Ribeirão Preto, cerca de 50 pessoas estiveram em frente ao Teatro Pedro II para dizer não à PEC 55, dizer não ao governo ilegítimo golpista de Temer. Neste encontro que marchou até a Câmara Municipal estiveram presentes pessoas valiosas que se agrupam em diversas denominações e que estão construindo a unidade: companheiros do PSOL, do Juntos, do PT, da UJS, da APEOESP e da oposição do Sindicato dos Servidores.

Há pessoas que, mesmo estando conscientes das consequências nefastas que esta medida aprovada hoje terá na vida de cada cidadão, ainda não saíram às ruas para manifestar a sua indignação, mas que começam a perceber ou se incomodar.

Será tarde ou está só começando?











Coletivo de juventude ocupa Palácio Rio Branco contra PEC 55 e contra a corrupção em Ribeirão Preto!

O Palácio Rio Branco, sede da Prefeitura de Ribeirão Preto, encontra-se sem comando desde a prisão da Prefeita Dárcy Vera em 2 de dezembro dentro da operação Sevandija, que investiga o desvio de 200 milhões de reais em dinheiro público.

Os jovens do coletivo de juventude Juntos, do PSOL, resolveram, então, dar vida ao local e o ocuparam em protesto contra a PEC 55, que congela educação e saúde por 20 anos, e em protesto contra a corrupção em Ribeirão Preto.

" Hoje é dia de incendiar a cidade contra a corrupção e contra o ajuste fiscal promovido pelos corruptos. Essa é nossa primeira ação simbólica nesse dia de lutas. Não vamos aceitar essa PEC da Morte proposta pelo governo corrupto de Temer e temos que protestar contra essa bagunça na Prefeitura da Sevandija, que ameaça, por falta de comando, o 13o dos servidores", afirmou Cassiano Figueiredo, do Juntos.

"Também não vamos aceitar que o Prefeito 'corredor', envolvido na Lava Jato pelas delações da Odebrecht, assuma a cidade", finalizou.

Hoje às 18h30, na Esplanada do Pedro II, haverá um ato público contra a PEC da Morte, a PEC 55.



Prefeitura de Ribeirão Preto segue sem comando e servidores pressionarão vereadores hoje!

Desde a prisão da Prefeita Dárcy Vera, em 2 de dezembro último, dentro dos desdobramentos da operação Sevandija, o executivo municipal de Ribeirão Preto segue sem comando.

O vice Marinho Sampaio renunciou alegando que não queria ser responsabilizado pelo Tribunal de Contas ao assumir uma Prefeitura "esfacelada".

Hoje à noite os servidores municipais pressionarão o legislativo para que resolva esse impasse.

domingo, 11 de dezembro de 2016

Nesta terça tem ato contra a PEC na Praça XV, compareça!

O movimento Ribeirão contra Michel Temer e os coletivos de juventude Juntos e UJS chamam ato contra a PEC 55, que congela a saúde e a educação por 20 anos, nesta terça, 18h30 na Praça XV em Ribeirão Preto, em frente à Esplanada do Pedro II.

Neste momento em que o desgoverno Temer, da dupla PMDB e PSDB, se esfarela pela delação da Odebrecht é hora de irmos às ruas contra as medidas de retrocessos que atacam os direitos sociais, trabalhistas e previdenciários. Medidas essas patrocinadas pelos golpistas que tomaram o poder sem o voto popular.

Um governo ilegítimo não pode acabar com a Previdência, com a CLT e muito menos propor o congelamento dos investimentos em educação e saúde.

O blog O Calçadão convida a todos a comparecerem.

Terça, 13 de dezembro, 18h30, Esplanada do Pedro II, Ribeirão Preto.

www.facebook.com/events/1448565915186214/

Todas as propostas do desgoverno Temer, do PMDB/PSDB, privilegiam grupos privados!

A relação promíscua entre público e privado tornou a política brasileira um verdadeiro lamaçal mal cheiroso.

O ideal público e republicano da lugar ao patrimonialismo e ao clientelismo.

Se isso já era comum dentro de um governo do PT, de inspiração social e trabalhista, devido às pressões de uma ampla base social e militante, imagina em um governo do PMDB/PSDB, comprometido até a raiz com os interesses das castas abastadas e rentistas daqui e lá de fora.

MST ocupa fazenda da Sociedade Agrícola Santa Lydia, em Ribeirão Preto-SP.


Esta manhã o MST enviou uma nota sobre a ocupação da Fazenda Santa Lydia em RP.

"Na madrugada de hoje, cerca de 300 famílias do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra-MST ocuparam a fazenda Santa Lydia, em Ribeirão Preto, na rodovia Mário Donegá. Atualmente, a Sociedade Agrícola Santa Lydia possui dezenas de processos por dívidas que ultrapassam a casa dos R$ 100 milhões, entre a Fazenda Pública Estadual e Nacional. Os trabalhadores e trabalhadoras reivindicam a adjudicação imediata da área e sua destinação para o assentamento das famílias do acampamento Paulo Botelho, que há quase dois anos luta pela terra. Segundo a Direção Estadual do MST, “pelas dívidas impagáveis que possui, esta é uma área que tem que ser adjudicada pela União e destinada para a reforma agrária imediatamente”.
Coordenação do MST

PS: e no final da manhã, à pedido do usineiro, a PM chegou ao local, sem mandado judicial e, com ameaça de violência e coação, obrigou os ocupantes e se retirarem da área. "A PM age em defesa dos interesses do usineiro e desrespeita uma ocupação legítima que só poderia ser retirada com ordem judicial", comentou um dos integrantes do movimento.

O MST enviou outra nota:

Hoje 11 de dezembro, passado apenas algumas horas do Dia Internacional dos Direitos Humanos tivemos uma grave violação do direito à manifestação em Ribeirão Preto. A PM ATUOU COMO JAGUNÇO DE USINEIRO.
O MST ocupou com cerca de 300 famílias, uma fazenda do Grupo Sociedade Agrícola Santa Lydia, que deve mais de 100 milhões para a União e para o Estado. A ocupação começou na madrugada do dia 11 e às 7h 50 fomos surpreendidos pela rápida chegada do usineiro acompanhado por 4 viaturas da PM de Ribeirão Preto. Alegaram que a propriedade era particular e que tínhamos 15 minutos pra sair. Argumentamos o motivo da ocupação e expusemos a legalidade necessária para a retirada das famílias quanto a necessidade de uma decisão judicial. Sem negociação a PM disse que tínhamos 15 minutos pra sair e nesse momento os policiais foram se posicionando e ostentando armas de fogo e chacoalhando spray de pimenta. A cada nova tentativa de negociação da nossa parte ele reiterava que tínhamos 14, 13, 12 minutos e que eles começariam a agir. Temos certeza da justeza da nossa luta mas fomos obrigados, pela força bruta e as ameaças, a recuar e desocupar a área. Seguiremos em luta pois somos cerca de 700 famílias acampadas somente na região de Ribeirão Preto e esse grupo Sociedade Santa Lydia comete crime de sonegação fiscal e suas terras são passíveis de arrecadação para Reforma Agrária através da adjudicação. Repudiamos a atuação da PM que hoje provou que está a serviço particular de usineiro caloteiro. Essa é a verdadeira face da capital nacional do Agronegocio!!



sábado, 10 de dezembro de 2016

Orgulho de estar ao lado dessa mulher digna, honesta, valente. Viva, Dilma!! Fora, canalhas!!



Dilma cometeu erros? Sim.

O início de seu segundo mandato foi capenga e deslocado do sentimento de quem votou nela? Sim.

Mas isso nem por um fiapo justifica que uma horda de corruptos e de oportunistas da mídia tenham tomado o poder com um golpe de um impeachment sem provas contra uma mulher digna, honesta e valente legitimamente eleita Presidenta do Brasil!

Todos que temos vergonha na cara devemos desculpas a essa mulher!