quarta-feira, 31 de agosto de 2016

Protesto contra o golpe acaba em prisão e agressão a manifestantes

Entrevista com Dr. Hermenegildo, candidato a Prefeito pelo PSOL. Parte 2






“El dia triste” do Brasil: o golpe parlamentar


E aconteceu, que naqueles dias, sicários se travestiram de senadores, em grande número, não todos, e decidiram atacar uma dama honrada e incorruptível que lhes cortava o atalho para chegarem ao poder de Estado. A partir do Estado iriam fazer o que sempre fizeram: aproveitar-se dos bens públicos para autoenriquecimento, escapar desesperadamente do braço da justiça e levar avante sua situação de privilégio, sempre à custa do povo pobre que eles querem manter longe, nas periferias, um exército de reserva, útil para seus serviços quase à moda de escravos.

Sangraram a dama incorruptível e honrada sob o pretexto de que práticas fiscais suas eram crime, coisa que os maiores especialistas em direito e economia, bem como instâncias oficias o negaram. Criaram uma farça e rasgaram a constituição. Cassar uma presidenta sem crime comprovado, é um golpe. Golpe parlamentar, esta é a palavra certa que tem que ser usada.

Os que festejam hoje vão chorar amanhã!

Altamiro Borges

Às 13h30 desta quarta-feira, 31 de agosto de 2016, o tribunal de exceção do Senado aprovou o impeachment da presidenta Dilma, eleita democraticamente por 54,5 milhões de brasileiros. O "golpe dos corruptos" contou com o voto de 61 algozes, a maioria deles mais suja do que pau de galinheiro.

Nas redondezas da Avenida Paulista, centro financeiro de São Paulo, alguns "coxinhas" dispararam as buzinas de seus carrões. Dos prédios, outros fanáticos soltaram rojões e gritaram "Fora Dilma". Mas a vida dá volta e é cruel. Muitos "midiotas" que festejam nesta triste data ainda vão chorar muito num futuro bem próximo do crime que ajudaram a perpetrar contra a jovem democracia brasileira.

A luta apenas começou. Vamos em frente com a coragem de Dilma! Fora Temer!

A democracia brasileira foi mais uma vez ferida gravemente. Um conluio de corruptos e traidores da pátria realizaram um golpe midiático-jurídico-parlamentar contra uma Presidente honesta.

O golpe contra Dilma confirma a chegada ao poder dos derrotados tucanos, dos barões da mídia, dos interesses estrangeiros e dos eternos coronéis da política.

Uma década e meia de avanços sociais, econômicos e políticos estão na mira dessa turma.

Um tempo duro de batalhas se avizinha.

terça-feira, 30 de agosto de 2016

Íntegra da fala inicial de Dilma


“No dia 1° de janeiro de 2015 assumi meu segundo mandato à Presidência da República Federativa do Brasil. Fui eleita por mais de 54 milhões de votos.
Na minha posse, assumi o compromisso de manter, defender e cumprir a Constituição, bem como o de observar as leis, promover o bem geral do povo brasileiro, sustentar a união, a integridade e a independência do Brasil.
Ao exercer a Presidência da República respeitei fielmente o compromisso que assumi perante a nação e aos que me elegeram. E me orgulho disso. Sempre acreditei na democracia e no Estado de direito, e sempre vi na Constituição de 1988 uma das grandes conquistas do nosso povo.
Jamais atentaria contra o que acredito ou praticaria atos contrários aos interesses daqueles que me elegeram.

SOBRE ELEIÇÕES E QUESTÕES DE RAÇA! Por Coletivo Abayomi, Ribeirão Preto



SOBRE ELEIÇÕES E QUESTÕES DE RAÇA.

O Coletivo Abayomi tem um blog: www.coletivoabayomi.blogspot.com.br

No dia 15 de agosto foi dada a largada na corrida eleitoral para os cargos de prefeito e vereador em todos os municípios do país. Ao total, em todo o Brasil, são 16.360 candidatos e candidatas disputando 5.568 cadeiras enquanto chefe do executivo. Já como legisladores, segundo o Tribunal Superior Eleitoral, há registrado 454.815 candidatos para a ocupação de 57.949 vagas em todo o país. Em Ribeirão Preto houve um recorde no registro de candidaturas a vereança, são 576 candidatos a vereador, procurando um lugar ao sol nas 27 cadeiras que irão existir a partir de 2017.

domingo, 28 de agosto de 2016

Agradecimento da Campanha do Campo Dr Sócrates Brasileiro

De Amigos da ENFF

do MST






Carta a Cristovam



POR ALVARO MAIA, do blogue "Democracia Direta"
http://democracia-direta.blogspot.com.br

Amanhã, dia 29 de Agosto de 2016, será um dia histórico para o país, dia em que pais e mães de todas as posições ideológicas têm obrigação de fazer seus filhos adolescentes assistir ao que vai ser lido no futuro pelos meninos brasileiros que estão nascendo agora. Eles um dia poderão dizer aos filhos: "Isso que eles estão ensinando eu vi acontecer quando era criança! Passou num aparelho que a gente na época chamava de televisão".
 
Para os que não estiverem odiosamente envolvidos, vai ser importante e interessante. Dilma falará pouco para os senadores, pois sabe que não há julgamento, e muito para os livros de história. Ela nunca foi política, e não sabe falar em público, tal como não soube governar. Vai apavorar-se. E embora tenha pegado em armas contra a ditadura na adolescência, mesmo sendo de família rica, embalada no sonho utópico de construir um país mais igualitário... é apenas uma mulher no Brasil. A primeira mulher presidente num país que precisou de uma lei chamada Maria da Penha para tentar diminuir o machismo e a consequente violência contra a mulher.
 
Inês de Castro... D.Maria I, a Louca... Princesa Isabel... Na nossa cultura, nunca fomos gentis com mulheres que levantam a voz. 

A democracia direta vai chegar aos poucos, primeiro nos países europeus, depois aqui nas américas. E essa demora paradoxalmente é boa para o Brasil, pois ainda precisamos avançar muito em educação, para poder votar diretamente com consciência. Ainda hoje, mesmo mulheres votam pouco em mulher.

Reproduzo aqui a carta que ingenuamente enviei hoje ao Senador Cristovam Buarque, em que exponho dois problemas brasileiros muito em evidência: a falta de representatividade de nossos parlamentares e a falta de formação educacional que atinge todos nós.

Atinge o próprio Cristovam Buarque, senador herdeiro das lições de Darcy Ribeiro.

CARTA A CRISTOVAM

Senador Cristovam,

O Senhor me tirou o chão em que piso. 
 
Fui aluno seu da UnB em tempos do reitor-militar José Carlos Azevedo e também em seu tempo. Como o Senhor, trabalhei com finanças, no Brasil e no exterior, e no fim também acabei no magistério. E passei a vida citando seu nome como prova de que o país tinha solução fora da esquerda radical comunista (que nos tira a liberdade) e do capitalismo selvagem (que é o "Berço da desigualdade"). 
 
São cerca de 20 anos de aulas citando Darcy Ribeiro, os Cieps, a criação do Bolsa Escola, e Cristovam... Cristovam... Cristovam... sempre declarando a tristeza de não termos um país educado para escolher parlamentares virtuosos, como eram as premissas de Montesquieu e de Rousseau. 
 
Não gosto da Dilma, que é incompetente, autoritária e arrogante. Não gosto do atual PT nem do PSDB. A corrupção tanto da chamada “privataria tucana” e da tropa de choque da turma do José Dirceu são mais evidentes do que o sol em céu aberto. Do lado do PSDB, Fernando Henrique fechou os olhos à corrupção dessa chamada privataria tucana porque sabia que se deixasse a Polícia Federal dar apoio às investigações do Ministério Público acabaria por comprar briga com todos os setores econômicos e políticos (e que briga, como estamos vendo hoje) e isso tumultuaria o país. Do lado do PT, o mensalão foi pensado inicialmente como forma de fazer um congresso de corruptos votar nas reformas sociais. Mas é impossível não enxergar um PT infestado de oportunistas que diante de tanto dinheiro não acharam nada demais pegar um pouquinho aqui e ali, mesclando projeto de poder com projetos pessoais. Cito só esses dois partidos porque era deles (do PSDB do FHC da Sorbonne, e do PT do Lula e do Suplicy), e apenas deles, que se poderia cobrar honestidade e compromisso com o país. Os demais partidos, fora algumas pequenas exceções nanicas, estão no seu papel esperado de chegar ao poder para fazer negócios. São apenas bandidos financiados por grupos econômicos que sempre se utilizaram da falta de estudo da população para alcançar o Congresso e pilhar o orçamento do país. 

Não. Não se trata disso. Há 500 anos o país já vem sendo pilhado.

Trata-se de avançar na boa formação, na EDUCAÇÃO. Sabemos – o Senhor, com seus alunos, e eu com os meus – que nossos inconfidentes não queriam um país melhor para todos, pois eram uma minoria de poderosos que não pretendia pagar impostos... que nossos republicanos não derrubaram a monarquia para construir um país melhor para todos, pois eram uma minoria de poderosos que reagia à libertação dos escravos... que Vargas não foi expurgado para que se conseguisse um país melhor para todos, e sim porque seu nacionalismo contrariou interesses dos grupos que controlavam o país... que Jango não foi deposto para se construir um país melhor para todos, e sim porque estava contrariando os interesses dos mesmos grupos poderosos...
 
O SENHOR SABE que a atual presidente não está sendo tirada por ser incompetente (que é) nem por ser arrogante e autoritária (que também é). 
O SENHOR SABE que não é por causa da crise econômica (que existe e vai continuar a existir enquanto não mudar o cenário das commodities).
O SENHOR SABE que todos a sua volta no Senado, na Câmara, na direção dos Bancos, na direção dos grandes conglomerados industriais e financeiros, na direção das grandes empresas de mídia, todos, absolutamente todos os que sempre sustentaram a corrupção sistêmica deste país estão apavorados com as prisões que pegaram políticos, grandes empreiteiros e já começam a chegar nos dirigentes do sistema financeiro.
O SENHOR SABE o quanto a permanência do vice Michel Temer é necessária para, em médio prazo, "estancar essa sangria" como disse o próprio Senador Jucá ao Presidente do Senado, Renan Calheiros (o áudio está na internet, é só clicar no São Google). 
  
O que digo a meus alunos, quando estes me perguntam por que o Senador Cristovam, de quem o professor tanto fala, finge não ver o que ocorre? Qual o interesse dele?
  
Não tenho como dizer a eles que a única preocupação que vejo no Senhor, neste momento, é a de conseguir votar a favor do impeachment, agradando ao ibope do momento, e ao mesmo tempo tentando convencer os movimentos sociais de que faz isso de Vontade Boa (Guter Wille, kantianamente falando).

Sei que o Senhor não faz isso para agradar àqueles simplórios que entortam a boca e batem panelas, mas teme desagradar pessoas de bem que ainda não compreenderam a gravidade da situação. 

Não tenho o que dizer a meus alunos. Não posso explicar o inexplicável a quem ensinei a perceber o que se esconde por trás dos discursos.
 
Resta-me lamentar. E a partir de agora, citá-lo como exemplo daquela passagem do Henrique V, de Shakespeare, quando o Rei, ao descobrir uma conspiração para matá-lo, disse que a partir dali, diante de tal ação perpetrada por pessoas consideradas tão exemplares, ninguém mais ficaria isento de suspeição.
 
Não consigo compreender por que faz isso (as explicações eu já ouvi, mas lembre-se de que tive educação para saber ler). Não compreendo. O Senhor sabe que lá na frente, na História, quando as crises estiverem longe, no passado, e os ódios distantes, todos os jovens irão ler e estudar que houve mais um fatídico Mês de Agosto no Brasil, em que um Congresso avassaladoramente composto por corruptos tirou do poder uma mulher incompetente e arrogante, mas honesta, justamente para poder manter vivo o sistema de corrupção.
 
E o Senhor estará na lista dos que deram aval aos Aloysios Nunes, aos Eduardos Cunhas, aos Renans.

Não entendo.
Mas, pensando bem, entendo.
E é triste.
Perdi um exemplo nas salas de aula. Mas mesmo na minha idade, aprendi mais um pouco na vida.

Ainda assim, pelo seu passado, quero-lhe bem.

Alvaro Maia
um professor brasileiro que também quer um país investindo em educação
                                                                                                                                                                   

Alvaro Maia é professor universitário, aposentado desde 2010. Cursou Direito e Letras, fez seu mestrado e doutorado pela UnB e pela Unesp. alvaro.professor@gmail.com



Entrevista com Dr. Hermenegildo, candidato a Prefeito pelo PSOL. Parte 1


Covardia, seu sobrenome é Cristovam! Traidor est

Do Tijolaço

Assisti, com imensa tristeza, o papel desprezível de Cristovam Buarque, ontem, na inquirição das testemunhas no Senado.
Sinceramente, teria preferido se o senador tivesse, simplesmente, se escafedido até a hora de consumar seu gesto mesquinho de votar pela quebra da legalidade democrática apenas por seus rancores em relação ao PT, ao qual ele pertenceu e eu não.
Mas Cristovam não é apenas um covarde.
É alguém que quer glorificar sua pequenez.

Segunda-feira uma mulher digna, coração valente, fará história diante de ratos!

Nesta segunda-feira a Presidenta Dilma Roussef, eleita com 54 milhões de votos e vítima de um golpe perpetrado por um bando de corruptos que querem tomar de assalto o poder central à revelia do voto, irá ao Senado pessoalmente fazer a sua defesa.

Será um momento histórico, daqueles que ficarão registrado no rol das mais importantes cenas da luta popular. Independente do resultado, e este blog espera que seja de vitória com o retorno da Presidenta honesta, Dilma, essa mulher de fibra, digna e coração valente entrará para sempre na história da luta feminista e popular mundial.

sábado, 27 de agosto de 2016

Enquanto corta da saúde e da educação, interino cria uma bolsa empresário de 5 bi!

O Brasil do golpe caminha para  um futuro surreal no médio prazo.

Enquanto a ala tucana, que voltou ao governo central pela porta dos fundos do golpe, exige o sangue do Estado brasileiro, exige o fim do SUS, da educação pública e da Previdência em prol dos interesses do neoliberalismo, a ala do PMDB fisiológico vai esticando a corda do orçamento para manter sua estrutura de poder baseada no toma-lá-da-cá.

O orçamento nacional, combalido por uma estrutura tributária torta, e a infraestrutura do país, ainda em construção, não suportarão.

Uma ponte para o futuro: Extrativismo





Por aqui tudo é extrativismo:
cana
café
borracha
negro
mulher
índio
gay
vida
democracia.

sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Serra recebe a Shell no Itamaraty. Qual foi o assunto?

O deputado federal Wadih Damous denuncia que a agenda do Chanceler interino José Serra indica uma reunião com os poderosos da Shell no Palácio do Itamaraty.

Qual teria sido o assunto, pode se perguntar o leitor?

Uma presidenta digna e inocente é condenada por um bando de corruptos da mente e das finanças


Leonardo Boff

Era uma vez uma nação grande por sua extensão e por seu povo alegre embora injustiçado. Em sua maioria sofria na miséria, nas grandes periferias das cidades e no interior profundo. Por séculos era governado por uma pequena elite do dinheiro que nunca se interessou pelo destino do povo pobre. No dizer de um historiador mulato, ele foi socialmente “capado e recapado, sangrado e ressangrado”.

quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Empreiteiras delatam Serra e tucanos, Gilmar reage e a Lava Jato leva um tiro fatal!

O roteiro todo mundo já está careca de saber: a Lava Jato, conduzida por pelo juiz Moro e pelos Procuradores de Curitiba, tinha um alvo único: Lula.

Contra Lula e, de quebra, o PT, tudo pode: delatar, vazar para a mídia amiga, fazer condução coercitiva sem mandado, expor um sítio e um triplex sem provas. Absolutamente tudo pode na luta para cortar a cabeça de Lula e a ameaça de 2018.

Todas, absolutamente todas as menções aos tucanos foram ignoradas no seio da República de Curitiba. Até que...

terça-feira, 23 de agosto de 2016

Dilma e um fato novo que poderá impactar o desfecho do golpe

Sobre o golpe (ou impeachment, como preferem alguns), o fato mais importante dos últimos dias não foi a carta da presidenta ao senado, cujo conteúdo todos sabemos que não irá mudar a posição de nenhum dos senadores. 

Se todos os pareceres técnicos que comprovaram a inocência da presidenta com relação a crimes não foram o bastante, assim como o vazamento das gravações do senador Romero Jucá, expondo que o objetivo de afastar a Dilma era abafar os efeitos da Lava Jato, mostraram que a justeza ou não do impeachment não está mais em questão para a maioria dos senadores. Os motivos são muito diversos dos anunciados pelos senadores em suas justificativas de votos.

No entanto, nesta calmaria que o consórcio pró-Temer tenta levar a cabo a consumação do afastamento da presidenta, um fato novo que poderá impactar o desfecho do golpe com consequências imprevisíveis.

“é uma das criaturas mais amedrontadas do Brasil de hoje: Michel Temer, o presidente interino.”



A foto de Regina Schmeken

O jornal alemão  Süddeutsche Zeitung, de Munique, foi destaque, no início do ano, quando revelou o escândalo Panamá Papers, sobre a Mossack Fonseca, lavadora internacional (aqui, inclusive) de dinheiro.
Agora, porém, não se registra aqui a matéria, assinada pelo correspondente Brian Hermann, que faz uma tragicômica metáfora entre a onça Juma, abatida numa cerimônia de passagem da tocha olímpica em Manaus e as grades que protegiam o presidente interino Michel Temer, na quinta-feira passada, quando participou de um balanço dos Jogos, no Parque Olímpico da Barra da Tijuca.
“A pesada grade parecia feita para deter predadores selvagens”, diz Brian, mas quem surge atrás delas, “é uma das criaturas mais amedrontadas do Brasil de hoje: Michel Temer, o presidente interino.”

As pessoas precisam de JUSTIÇA


Sócrates, 1986: PEOPLE NEED JUSTICE
Neymar, 2016: 100% JESUS.

domingo, 21 de agosto de 2016

Mulheres, Saúde Mental e Capitalismo

                                                                     Fotos: Filipe Peres

Evento da Frente Mulheres pela Democracia, de Rib. Preto, traz o papel subversivo dos feminismos ao romper as fronteiras da normatividade. A desconstrução pela via da psicologia social foi a primeira discussão e contou com a presença de Ana Bock


Por Juliana Mello Souza*

O dono das calçadas! Salve Nelson Cavaquinho! Por Sandro Cunha

A melancolia de sua poesia, a constância da morte em suas composições, a crença no amor e na bondade e a capacidade de versar sobre as coisas mais singelas da vida, tais como a beleza das flores, o canto dos pássaros e o vôo do beija-flor, marcam a trajetória artística de Nelson Cavaquinho, o menestrel da Mangueira.
Nelson era um ser desprendido das coisas e dos anseios materiais, seguia fielmente a filosofia do Carpe diem (aproveite o momento), vivendo de forma simples e intensa, e fazendo amigos por onde passava.

Atletas atingem 19 medalhas na espetacular Olimpíada de Lula e Dilma!

O Brasil bate o recorde histórico de medalhas em uma edição olímpica, 19 premiações!

É a Olimpíada da superação e do orgulho dos atletas brasileiros, a maioria oriunda das mais sagradas tradições do povo trabalhador brasileiro, tornados atletas olímpicos e alto rendimento graças ao apoio realizado pelo governo federal nos períodos de Lula e Dilma.

sábado, 20 de agosto de 2016

Fórum Permanente de Movimentos Populares prepara documento público para as eleições!

Fotos: Filipe Peres
As 25 entidades que compõem o Fórum Permanente dos Movimentos Populares de Ribeirão Preto preparam um documento público destinado ao debate eleitoral deste ano.

Ontem as lideranças dos movimentos se reuniram em plenária e decidiram firmar as pautas prioritárias de cada segmento que compõe o Fórum: Mulheres/Mulheres Negras, Juventude, Moradia, Meio Ambiente, Associações de Bairro, Professores, Saúde, Direitos Humanos, Assentamentos urbanos/rurais e LGBT.

As propostas, que demarcarão o campo progressista e popular onde atuam as entidades do Fórum, será levado ao conhecimento público e debatido com a população. Além disso, todos os candidatos a Prefeito de Ribeirão Preto serão convidados a assinarem o documento se comprometendo com suas pautas e com a sua aplicação caso sejam eleitos.

"Para além do processo eleitoral, o Fórum tem o seu caráter permanente, ou seja, nossas lutas continuarão e quem quer que seja eleito para o cargo de Prefeito terá que dialogar conosco, ouvir nossas demandas e reivindicações. A unidade dos movimentos populares veio para ficar", afirma a professora e militante feminista Judeti Zilli.

"Com esse documento, vamos poder verificar qual a verdadeira posição dos candidatos com relação à questão do aeroporto Leite Lopes. Nós defendemos a necessidade da construção de um novo aeroporto fora dos limites urbanos e esse debate tem de estar presente na eleição", disse Marcos Sérgio do Movimento Pró Novo Aeroporto.

O blog O Calçadão tem feito a cobertura das agendas públicas do fórum desde sua fundação e fará a cobertura do evento de entrega do documento aos candidatos, previsto para ocorrer no dia 3 de setembro.

Blog O Calçadão

sexta-feira, 19 de agosto de 2016

O Calçadão entrevista Matarazzo, coragem contra o preconceito e a discriminação!


Empresários aderem ao Fora Temer. Eles semearam o vento e colheram o desastre econômico.

No PiG Cheiroso:
“Empresas têm queda real de receitas no 2o. trimestre.… redução do lucro líquido, piora no desempenho operacional e aumento das receitas inferior ao da inflação.”
No Estado, em comatoso estado:
“Recessão deve levar carga tributária ao menor patamar desde 2001”
No Globo Overseas Investment BV:
"PSDB quer limitar Meirelles.Partido exige (sic) ministro da Fazenda fora da politica para evitar concorrência em 2018”
O passarinho que frequentemente pousa na janela do ansioso blogueiro já tinha registrado – leia “como seria um Governo Temer” - a migração de líderes empresariais, inclusive e especialmente de São Paulo, para o numeroso contingente de brasileiros que quer se livrar do Traíra, ouTrambolho, ou Tinhoso.

PF conclui relatório do triplex do Guarujá e não indicia Lula e seus familiares

A Polícia Federal entregou à Justiça o relatório final sobre a fase Triplo X da  Operação Lava Jato, que investiga a suposta relação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva com um apartamento tríplex no Guarujá, litoral de São Paulo. Lula e seus familiares não foram indiciados, mas sim a publicitária Nelci Warken, que admite ser dona do tríplex no Condomínio Solaris, no Guarujá, e funcionários da Mossack Fonseca no Brasil. 
Além de Nelci, são arroladas Maria Mercedes Riaño (chefe do escritório da Mossack no Brasil), Luis Fernando Hernandez, Rodrigo Andrés Cuesta Hernandez, Ricardo Honório Neto e Renata Pereira Britto, que trabalhavam para a Mossack. Também é indiciado o empresário Ademir Auada, que intermediava negócios para a Mossack.
A Mossack Fonseca se tornou conhecida no Brasil após a divulgação dos chamados Panama Papers, em abril deste ano. A PF descreve a Mossack Fonseca como uma “organização criminosa de caráter transnacional, estruturalmente ordenada e caracterizada pela divisão de tarefas, voltada para a prática do crime de lavagem de dinheiro”.
No documento, de cinco páginas, a PF descreve a Mossack Fonseca como uma “organização criminosa de caráter transnacional, estruturalmente ordenada e caracterizada pela divisão de tarefas, voltada para a prática do crime de lavagem de dinheiro”. “As diligências efetuadas revelaram que a atividade principal da Mossack guardava relação com a abertura de empresas offshore, de forma a ocultar seus verdadeiros sócios e responsáveis. Nesse sentido, todos os que trabalhavam na empresa tinham plena ciência de que atuavam em um mercado voltado à demanda do trânsito de valores e bens de origem suspeita e duvidosa. Por tal motivo, foram indiciados como incursos no art. 1, par. 2º, inciso II da Lei 9.613/98”.

Serra é uma vergonha, um mico internacional. A diplomacia brasileira não merecia isso!

Serra foi um dos piores governadores da história de São Paulo, foi um Prefeito que abandonou a cidade no meio do mandato, para perder para a Dilma, e foi um Senador que também abandonou o cargo no meio do mandato para assumir o Itamaraty no governo golpista.

Serra mal sabe fazer uma conta de divisão, como atestaram os alunos da terceira série do fundamental num vídeo já conhecido, mas o mico maior, a vergonha internacional veio com a sua atuação como Ministro das Relações Internacionais.

A diplomacia brasileira, com uma tradição secular construída pelo Barão do Rio Branco, não merecia este acinte, essa afronta montada pelo governo Temer.

Ninguém merece Serra.

O senador licenciado, que usou o pequeno tempo de exercício de seu mandato para conspirar contra o pré-sal e em favor de uma das maiores multinacionais do planeta, em uma atitude anti-patriótica, já conseguiu manchar de vergonha a nação brasileira em dois meses de ministério.

quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Entrevista com o vereador Beto Cangussu, compromisso com os movimentos sociais!





O Calçadão entrevista Sidnei Rosa, um servidor em defesa dos trabalhadores!


Jogo já começa a virar no Senado Federal em prol Dilma

O começo tortuoso do governo interino de Michel Temer já leva senadores a falar abertamente em votar contra o impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff na análise do mérito, que deve ocorrer em setembro, segundo informa a jornalista Thais Bilenky.

Um levantamento da Folha de S. Paulo revela que Temer tem 43 dos 54 votos necessários para se tornar presidente definitivo. O mesmo painel mostra 19 senadores contrários ao impeachment, cinco indecisos e 14 que não declararam sua posição.
“E se ela propuser eleição direta, o que já devia ter feito uma ano atrás? E se ela acenar para a oposição? O jogo não está decidido, não”, afirma Cristovam Buarque (PPS-DF). “A crise no governo Temer influenciará não só a minha opinião, como a da maioria”, reforça Acir Gurgacz (PDT-RO). “Estamos no fio da navalha”, diz Lasier Martins (PDT-RS). Romário (PSB-RJ) não se pronunciou, mas deixou a comissão do impeachment, numa sinalização de que já estaria mudando seu voto.

PEC 241, que engessa o Estado por 20 anos, é o fim do sonho de um Brasil soberano!

Construímos as estruturas do nosso Estado nacional, construímos um razoável e moderno parque industrial, construímos uma razoável rede de universidades, de pesquisa e tecnologia, construímos as bases físicas e tecnológicas para ser um player petrolífero, construímos as condições de sermos um dos gigantes agrícolas do mundo.

Apesar dos pesares, na primeira década do século 21 chegamos à condição de 6a economia do mundo.

Construímos um sistema de saúde universal e gratuito, com capacidade de atender as amplas massas da população em medicina preventiva e curativa, ao mesmo tempo que atua na medicina de alta especialidade.

Apesar dos pesares, o SUS é referência no mundo.

Na última década e meia, o Brasil foi capaz de realizar a maior expansão do ensino superior e técnico da sua história, projetando a solidificação de uma mão-de-obra qualificada e capaz de projetar para uma próxima geração um salto tecnológico e industrial ainda maior.

Tudo isso tem um responsável, o Estado, as políticas públicas inseridas em um projeto nacional de desenvolvimento, autônomo e soberano.

É assim desde os anos 30, quando o Brasil experimentou seu primeiro espasmo de desenvolvimento e fincagem das primeiras estruturas de Estado, como o Ministério da Saúde e da Educação, por exemplo.

Mas eis que os ventos do neoliberalismo voltam a soprar forte em terras brasileiras. Ventos ilegítimos, soprados não pelas urnas, mas por um golpe na democracia.

terça-feira, 16 de agosto de 2016

Carta de Vargas, jamais derrotarão o povo brasileiro!



No dia em que a Presidenta eleita Dilma Roussef publica sua Carta ao Povo Brasileiro e aos Senadores que terão ou não sobre suas biografias a alcunha de golpistas, republicamos aqui a Carta Testamento de Vargas.

Por mais que tentem, por mais que busquem, jamais conseguirão derrotar o povo brasileiro!

Vamos continuar a construir no país, as bases de nossa democracia serão eternamente reconstruídas por um povo que tem a vontade de construir um país justo, digno e para todos.

Em frente Dilma, em frente Lula, em frente povo brasileiro.

Por Vargas, por Jango, por Brizola!

Estamos juntos, Presidenta! O Calçadão se orgulha de lutar ao seu lado!

MENSAGEM DA PRESIDENTA DA REPÚBLICA DILMA ROUSSEFF AO SENADO FEDERAL E AO POVO BRASILEIRO
Brasília, 16 de agosto de 2016


Dirijo-me à população brasileira e às Senhoras Senadoras e aos Senhores Senadores para manifestar mais uma vez meu compromisso com a democracia e com as medidas necessárias à superação do impasse político que tantos prejuízos já causou ao país.
Meu retorno à Presidência, por decisão do Senado Federal, significará a afirmação do Estado Democrático de Direito e poderá contribuir decisivamente para o surgimento de uma nova e promissora realidade política.

segunda-feira, 15 de agosto de 2016

Em Franca, Mujica defende a Pátria Grande!



                                                                        Foto: Leo Peres

Colaboraram: Léo Peres e Fábio Sardinha

Participando da XIV Semana de Relações Internacionais da UNESP, o ex-Presidente e atual senador do Uruguai, José Mujica, deu uma conferência sobre “As Relações Internacionais na América Latina”, no ginásio do Colégio Pestalozzi.

sábado, 13 de agosto de 2016

Proposta de reforma trabalhista prevê negociação até de férias e 13º salário


A proposta de reforma trabalhista que está sendo desenhada pelo Palácio do Planalto prevê a flexibilização de direitos assegurados aos trabalhadores no artigo 7º da Constituição Federal - que abrange um conjunto de 34 itens - desde que mediante negociações coletivas. Segundo um interlocutor, a ideia é listar tudo o que pode ser negociado para evitar que os acordos que vierem a ser firmados por sindicatos e empresas após a mudança nas regras possam ser derrubados pelos juízes do trabalho.

Farão parte dessa lista os direitos que a própria Constituição já permite flexibilizar em acordos coletivos como jornada de trabalho (oito horas diárias e 44 semanais), jornada de seis horas para trabalho ininterrupto, banco de horas, redução de salário, participação nos lucros e resultados e aqueles que a Carta Magna trata apenas de forma geral e foram regulamentados na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). Estão neste grupo, férias, 13º salário, adicional noturno e de insalubridade, salário mínimo, licença-paternidade, auxílio-creche, descanso semanal remunerado e FGTS.

Já a remuneração da hora extra, de 50% acima da hora normal, por exemplo, não poderá ser reduzida porque o percentual está fixado na Constituição; licença-maternidade de 120 dias e o aviso prévio proporcional ao tempo de serviço, sendo de no mínimo 30 dias também. Para mexer nesses direitos, é preciso aprovar uma Proposta de Emenda à Constitucional (PEC) - o que seria uma batalha campal no Congresso. Outros direitos como seguro-desemprego e salário-família, citados no artigo 7º, são considerados previdenciários e não trabalhistas e por isso, não poderiam entrar nas negociações.

Na prática, tudo o que estiver na CLT poderá ser alvo de negociação. Há muitos penduricalhos que não aparecem na Constituição e são motivos de reclamações contantes, como por exemplo, o descanso para almoço de uma hora (se o empregado quiser reduzir o tempo e sair mais cedo, a lei não permite). 

Outros casos que poderiam ser acordados dizem respeito à situações em que o funcionário fica à disposição dos patrão, fora do expediente sem ser acionado e o tempo gasto em deslocamentos quando a empresa busca os trabalhadores - considerados hoje como hora extra.


sexta-feira, 12 de agosto de 2016

2a Plenária do Fórum Permanente de Movimentos Populares de Ribeirão Preto!

No próximo dia 19 de agosto, sexta, 19h, no Centro Cultural Palace, ocorrerá a segunda plenária geral do Fórum Permanente de Movimentos Populares de Ribeirão Preto.

As entidades estarão formalizando um documento público com as propostas e pautas dos movimentos populares para apresentar ao debate eleitoral municipal.

Todos os segmentos que compõem o Fórum têm as suas propostas e reivindicações para fortalecer a luta popular, democratizar a participação popular e apontar na construção de uma cidade mais inclusiva e socialmente desenvolvida.

As 27 entidades do movimento popular que integram o Fórum convidam a todos para participar dos debates na próxima sexta.

Blog O Calçadão


quinta-feira, 11 de agosto de 2016

Cerâmica tem feira especial para o Dia dos Pais neste sábado, 13

Nesta quinta-feira, 11, tem mais um encontro do projeto “Histórias da Cerâmica”, que nesta terceira edição traz Mônica Oliveira, do Centro de Educação Patrimonial da Cerâmica São Luiz (Cedep), para falar sobre patrimônio cultural, na Cerâmica São Luiz, a partir das 19h30. Ainda na Cerâmica, sábado, 13, tem feira, com food trucks e fabricação de cervejas artesanais.

A 3ª edição da FeiraCidade contará com fabricação de cerveja ao vivo, área com food trucks, oficinas para pais e filhos, e música com atrações de blues e chorinho. A feira de economia solidária é gratuita, e será realizada das 11h às 20h neste sábado, 13. 

Segundo a OPEP, Pré-Sal vai bombar!! E os golpistas querem vendê-lo à preço de banana!

O Brasil tem nas mãos a oportunidade de criar toda uma cadeia produtiva baseada no petróleo que pode catapultar a indústria, a tecnologia e a educação nacional, gerando emprego, renda, divisas e soberania em um mundo cada vez mais multipolar e competitivo.

Assim pensou o governo Lula ao criar o regime de partilha do pré-sal e a política de conteúdo nacional. Elevar o Brasil à condição de player mundial em um mercado totalmente dominado por multinacionais estrangeiras detentoras do maior número de patentes do setor.

O Brasil romperia este ciclo e inauguraria um polo de desenvolvimento petrolífero e de química fina no hemisfério sul.

Mas eis que um golpe pode vir a colocar tudo a perder.